domingo, 30 de junho de 2013

A felicidade surge da sabedoria


O Que Acontece Quando a
Consciência Se Volta Para o Que é Sagrado?
Por muito tempo, muita gente acreditou que as faculdades intelectuais eram a forma por excelência do desenvolvimento pessoal, e muitas acreditam nisso hoje em dia. Assim, não fazem nenhuma tentativa de ir além e de descer profundamente em sua natureza interior para encontrar tesouros mais valiosos.

Quando a mente recebe inspirações da Consciência divina, elas devem ser postas em ação. Mas este pôr em ação é harmonioso, suave, não forçado.

Quando a mente é receptiva, ela deve ser preenchida com o espírito superior. Então o funcionamento se torna diferente, novo. Nada vira rotina, nada se torna corriqueiro, nada é redundante. Porque o espírito está sempre vivo e em mudança. É esta energia e experiência que encontramos de maneira crescente, quando o novo influxo trabalha intensamente.

As decisões são tomadas a partir dessa nova consciência depois de todo o esforço para se tornar verdadeiramente receptiva ao ser espiritual interior.

Alguns trechos de textos essenciais nos inspiram a trazermos o reino do espírito para a terra:

“O Eu Superior não é puro, brilhante, imaterial e livre? E você não é isso?  Se você estiver de algum modo deprimido, ou se qualquer um de nós estiver, então, exatamente na mesma medida nossos pensamentos estarão com sua força diminuída.  Então, peço-lhe para retirar de sua mente qualquer desgosto pelas atuais circunstâncias. Se você puder  olhar tudo apenas da forma que de fato deseja, irá agir não apenas como um fortalecedor de seus bons pensamentos, mas irá agir refletidamente em seu corpo e torná-lo mais forte.”

“O grande esforço deve ser o de abrir o meu Eu exterior, para que o Eu Superior possa brilhar através dele, porque sei que, em meu coração, a Sabedoria e o Equilíbrio universal permanecem pacientes - e que seus raios puros estão apenas velados diante de mim, pelas muitas buscas e ilusões que tenho trazido comigo, exteriormente”, nos diz William Judge. [1]

À medida que aprendemos a ouvir a voz interior, ela se faz cada vez mais profunda, acompanhando o crescimento da nossa capacidade de prestar atenção ao que é maior. A mente e o coração estão voltados para o sagrado. “Luz no Caminho” afirma:

 “À medida que o indivíduo aprende as Verdades Eternas da vida e adquire  uma convicção mais profunda a respeito da natureza verdadeira do Eu Superior e da Fraternidade Universal, ele começa a ver com clareza cada vez maior que o único caminho para a felicidade e o progresso humanos passa pela iluminação espiritual da humanidade.  Ele é  tomado por um desejo de que este conhecimento da alma chegue a tantas pessoas quanto for possível, e começa, ainda que imperfeitamente, o seu primeiro esforço de amor e em benefício da humanidade. Porque é um desejo puro, este que surge nele; ele não pode obter crédito, nem glória, nem recompensa pessoal por realizá-lo. E assim ele obtém o poder de realizá-lo.” [2]

Revisando nossa forma de lidar com os dias, podemos chegar a novas formas de vivê-los, percebendo o novo caminho que se abre a cada avanço de consciência.

S. Radhakrishnan escreve:

“Apesar das aparências, vemos na atual inquietação do mundo o surgimento gradual de uma grande luz, a confluência de esforços vitais, uma compreensão crescente de que há um espírito secreto no qual todos vivem em comunidade, e do qual a humanidade é o mais alto instrumento na Terra.”

E ainda:

“Há um desejo crescente de expressar esse conhecimento e de estabelecer um reino do espírito na Terra. A ciência produziu os meios necessários para o transporte fácil de seres humanos e a comunicação do pensamento. Intelectualmente, o mundo está unido por uma rede de ideias comuns e conhecimento recíproco.” [3]  

O tempo todo a vida oferece sinais para trilharmos o caminho com maior vigor e entusiasmo, porém só a intuição permitirá vê-los.

Regina Maria Pimentel de Caux

NOTAS:

[1] “Viver no Agora”, de William Judge. O artigo pode ser facilmente encontrado na Lista de Textos por Ordem Alfabética em www.FilosofiaEsoterica.com

[2] “Light on the Path” (“Luz no Caminho”), p. 68 da edição da Theosophy Company, Los Angeles. O trecho é citado no texto “A Ação Humanitária Eficaz”,  The Theosophical Movement, que pode ser encontrado na Lista de Textos por Ordem Alfabética em www.FilosofiaEsoterica.com

[3] “A Humanidade Está Em Construção”, S. Radhakrishnan. O artigo pode ser localizado na Lista de Textos por Ordem Alfabética em www.FilosofiaEsoterica.com

A educadora mineira Regina Maria Pimentel de Caux é licenciada em Pedagogia, com Pós-graduação em Processo Ensino-Aprendizagem e Psicopedagogia.

fonte:
http://www.espiritbook.com.br/







LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...