sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Lendas Celtas Irlandesas VIII


A Filha Adotiva do Vaqueiro

A mulher de Cormac, rei de Ulster, só pôde ter uma filha. Isto amargurou profundamente o rei, que desejava um herdeiro, sendo que rechaçou sua esposa e ordenou que se desfizessem de sua filha, atirando-a em um poço.

Os escravos encarregados olharam nos olhos da menina e não puderam levar a tarefa a cabo, assim, decidiram deixá-la ao cuidado de um bom homem, um vaqueiro que vivia no reino de Tara.

O homem a criou com carinho e instrução até que ela se converteu em uma prendada donzela, hábil nas artes do bordado. O vaqueiro observou que a jovem Messbuachalla começava a revelar uma beleza incrível, e teve medo de que fosse descoberta.

Então decidiu escondê-la, e lhe construiu uma casa de vime com uma única abertura no teto, para sua proteção. Apesar dos esforços do vaqueiro, alguém do reino de Tara teve curiosidade e trepou pelas paredes para vê-la.

Assim foi como chegou aos ouvidos do rei de Eteskel a existência desta donzela, que, pensou, deveria ser "a mulher de raça desconhecida que lhe daria um herdeiro", tal e como lhe havia profetizado um druida.

O rei mandou buscar a jovem no dia seguinte, mas naquela noite Messbuachalla foi visitada. Um grande pássaro entrou pelo teto e se transformou em um homem, e a donzela deu seu amor ao deus.

Ele advertiu-a de que seria tomada por um rei, e antes de ir, também lhe disse que havia sido fecundada e que o filho de ambos devia chamar-se Conary, este que seria quem teria proibido as caças aos pássaros.

Traduzido por Lucas "Ingwë" Ferraz

Fonte: http://www.tocadoelfo.com.br/








LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...