quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Em que as grandes religiões mundiais acreditam? O que professam?



Sabemos que muitas são as fés e os credos. Existem mais de trezentas religiões em todo o mundo, incluindo inúmeras seitas, filosofias, correntes diversas de pensamento, ocidentais e orientais. Mas, segundo a Filosofia Vidya Yoga, só existe uma Verdade e diversas Realidades ou pontos de vista. E esta Verdade independe de credo, raça ou nação: "é a Verdade Espiritual que envolve a todos nós em seu manto!" - afirmam os hindus.

Se uma filosofia ou religião causa confusão e transtorno permanente ao seu crente, ou se uma filosofia ou religião não fornece as respostas satisfatórias ao buscador, então é o momento de mudar. Isto serve para qualquer filosofia ou religião. Cada pessoa tem o seu momento de compreender.

Podemos citar algumas importantes seguintes religiões e filosofias, a saber:

  • Hinduísmo
  • Brahmanismo
  • Cristianismo
  • Budismo
  • Confucionismo
  • Xintoísmo
  • Sikhismo
  • Taoísmo
  • Judaísmo
  • Jainismo
  • entre outras

Existem muitas semelhanças e diferenças entre as grandes filosofias e religiões mundiais. Contudo, uma coisa é certa: quase todas as religiões construíram suas bases em estruturas dogmáticas, algumas intocáveis. Portanto, dogma é um ponto ou princípio de fé definido por uma religião; é o fundamento de qualquer sistema ou doutrina. O conjunto das doutrinas fundamentais de qualquer religião, filosofia ou partido político.


ESCLARECIMENTO FILOSÓFICO DE ALGUNS TERMOS

(ORIENTE X OCIDENTE)


Antes de iniciarmos propriamente este capítulo, vamos tentar conceituar alguns termos que sempre causam muita confusão. Sempre estaremos citando a padronização OCIDENTE e ORIENTE.

1. DEUS, ABSOLUTO, ENERGIA CÓSMICA

OCIDENTE - É possível definir Deus. Deus é o Ser superior, infinito, perfeito, criador e preservador do universo; a causa necessária de tudo o que existe, sendo ainda cada uma das pessoas da Trindade Cristã: Pai, Filho e Espírito Santo. Deus, para os Ocidentais, possui qualidades extraordinárias e se impõe ao culto dos homens, se tornando objeto de viva e profunda veneração.

ORIENTE - não se pode definir Deus, porém, apenas, tentar conceituá-lo. Na verdade, Deus ou Deva é a manifestação da Divindade presente em nós. A Divindade é o Ser supremo, o Absoluto, o Incognoscível. É a causa e o efeito de tudo no Cosmos. É a Energia Cósmica Superior.

2. CÉU e INFERNO

OCIDENTE - céu e inferno são lugares para onde o homem irá após a sua morte.

ORIENTE - céu e inferno são apenas estados de consciência que criamos em nossa mente.

3. ETERNIDADE

OCIDENTE -a palavra eternidade quase sempre está associada à vida eterna, seja ela no inferno ou no céu.

ORIENTE - Do ponto de vista Oriental, a palavra "eternidade" é relativa. Diz respeito sempre a uma existência curta ou longa até o fim de um kalpa (ciclo de tempo para os Hindus).

4. CRIAÇÃO e CRIAÇÃO

Em Latim, creatio, em Inglês, creation, em Francês, création. A palavra original - creação - que significava "emanação", mais tarde foi substituída pela palavra criação, e está presente em quase todas as línguas vivas ou mortas e tem um sentido muito amplo e variado. Do ponto de vista Ocidental, a palavra criação é uma noção de origem Bíblica: "...e Deus criou o céu e a terra..." Do ponto de vista Oriental, a palavra criação ou creação é a ação de emanar o Absoluto.

5. ESPIRITUALISMO, ESPIRITUALIDADE e ESPIRITUALIZAR

A palavra espiritualismo diz respeito à doutrina filosófica que baseia-se na existência de Deus e da alma. A palavra espiritualidade é a qualidade daquilo que é espiritual, e, neste sentido, tudo vem do Espírito Supremo, portanto, tudo é espiritual. E a palavra espiritualizar significa assimilar alguma coisa na essência e na sua forma ao espírito. Significa ainda, desapegar-se de todas as afeições materiais.

6. RELIGIÃO e RELIGIOSIDADE

O estudo das religiões comparadas demonstra que, no fundo, os ensinamentos espirituais são semelhantes em todas as crenças no mundo. A diferença está na metodologia aplicada. A palavra religiosidade, do ponto de vista da Filosofia Oriental, não está vinculada à uma determinada categoria ou modalidade de religião, no sentido dogmático e, sim na convicção intuitiva de uma pessoa no mundo espiritual e na sua vivência pessoal e interior. A palavra religião apresenta um serviço ou culto a Deus, ou a uma divindade qualquer, expresso por meio de ritos, preces e observâncias, as quais se considera mandamento divino. Tudo que é considerado obrigação moral ou dever sagrado e indeclinável.

7. REVELAÇÃO

Do ponto de vista Oriental, revelação é a prova, a certeza ou a demonstração da verdade com a autoridade competente e empírica. Do ponto de vista Ocidental, revelação é a inspiração sobrenatural com que Deus faz conhecer, em certas circunstâncias, seus mistérios e desígnios.

8. SEITA

Seita, do latim secta, é uma doutrina herética de algum teólogo célebre, que se destaca através de um corpo doutrinário e é seguido por muitos que a consideram como verdade. No popular, seita é um partido ou facção.

9. ATEÍSMO

Do latim, atheismus, é a doutrina que nega a existência de Deus. Seus seguidores são tidos como descrentes e impiedosos.

10. FILOSOFIA

Do latim e grego, philosophia, é a ciência geral do conhecimento das coisas por suas causas ou primeiros princípios. É um sistema de princípios que tem por objetivo agrupar uma certa ordem de fatos para tentar explicar as coisas. A filosofia proporciona firmeza, elevação de espírito, razão e sabedoria.

11. FILOSOFIA DE VIDA

É a opção voluntária que um indivíduo ou um grupo faz, no que diz respeito à sua estrutura de pensamento, sentimento e comportamento e que serve de base para a sua vida. A filosofia de vida poderá ser materialista ou espiritualista

ALGUMAS SEMELHANÇAS ENTRE AS RELIGIÕES E FILOSOFIAS:

12. Quais as semelhanças existentes entre as Religiões Ocidentais e Orientais?

As Religiões Ocidentais ou teologias ocidentais acreditam num Deus Supremo, criador de todas as almas e de todas as coisas. Acreditam numa hierarquia de anjos e em um exército celestial.

As Religiões Orientais acreditam numa Divindade Suprema, mais especificamente numa Energia Cósmica Absoluta, criadora de todas as coisas materiais e imateriais. Acreditam também numa hierarquia celeste e nas diversas dimensões da matéria.

13. Qual é a visão sobre a salvação da alma?

As Religiões Ocidentais acreditam que a salvação do homem se faz através da rígida obediência a Deus, usualmente através de um Messias, profeta ou presbítero, pelos quais o indivíduo conquista o Reino dos Céus.

As Religiões Orientais afirmam que a salvação do homem se faz através da obediência a Deus e das Leis Cósmicas. Somente através da Sua benevolência é que se manifesta a presença de um preceptor espiritual ou Satguru para orientação e condução do homem.

14. Como deve ser a conduta do homem?

As Religiões Ocidentais dizem que o homem deve ter uma conduta ética e moral guiando-se pelo caminho de Deus.

As Religiões Orientais ensinam que o homem deve viver uma vida ética e moralmente correta, pois isto é o essencial para o seu progresso e desenvolvimento espiritual e para sua libertação.

15. E sobre o destino do espírito humano?

As Religiões Ocidentais ensinam que o destino da humanidade é viver de acordo com os princípios e mandamentos de Deus, para que seja concedida a oportunidade de merecer o descanso e a felicidade eterna, ou o sofrimento eterno.

Para as Religiões Orientais, a proposta da vida é evoluir e desenvolver o homem através da experiências diretas e indiretas no caminho espiritual. As coisas do mundo não são as verdadeiras propostas, mas apenas uma alavanca para sua evolução.

16. Quais as semelhanças quando se fala de Natureza e de Universo?

As Religiões Ocidentais afirmam que a alma é imortal e eterna, e que a vida é uma só. O homem viverá para sempre ao lado de Deus, o Criador, uma vez obedecidos os seus mandamentos e princípios, ou então, o homem viverá separado de Deus, no eterno fogo do inferno.

As Religiões Orientais afirmam que há mais realidades e dimensões em todo o universo do que nós imaginamos. O espírito (Purusha) é imortal. O processo da vida, da morte e da eternidade são baseados no ciclo da reencarnação e dos renascimentos (Samsara). A libertação final (Moksha) é o processo final na condição de ser humano. A partir daí, o homem se encontrará em outras dimensões e planos do universo. Para as Religiões Orientais não há apenas um sistema solar ou apenas uma galáxia. A Via Láctea é infinita e eterna.

17. E sobre a criação do universo?

As Teologias Ocidentais afirmam que o mundo foi criado por Deus e que no futuro será destruído por Ele. Então, este será o Dia do Juízo Final, quando aqueles que tiverem sido bons e justos serão salvos, e aqueles que não tiverem seguido os mandamentos e as orientações de Deus, do Messias, dos profetas ou do presbítero, não serão salvos. Os mortos serão chamados outra vez à vida.

As Teologias Orientais ensinam que o universo não tem princípio nem fim, que existe num interminável ciclo de criação, preservação e destruição. Não existe absolutamente fim nem começo, nem tampouco existe uma dualidade entre o Absoluto e o mundo, mas sim uma unidade eterna.

18. E sobre a legitimidade de Deus?

As Teologias Ocidentais dizem que Deus existe e que há somente um Deus e uma religião verdadeira. Aqueles que aceitam esta verdade estarão nas graças de Deus-Pai. Todos os demais, a menos que se redimam, irão para o fogo do inferno.

As Teologias Orientais dizem que não há um Deus, mas sim um Absoluto, uma Energia Cósmica inominável. Este Absoluto (Brahman) é tudo, está em tudo e em todos os seres animados e inanimados, humanos e animais, nos vegetais, nas pedras, na terra, no fogo, no ar, em todos os elementos da natureza. E o homem pode apenas testemunhar sua presença através da experiência direta por qualquer caminho ou crença, de acordo com a sua evolução espiritual.

19. Quais são as provas da existência de Deus?

As Religiões Ocidentais afirmam a existência de Deus mostrando seu amor e seu compromisso em salvar os homens, através da figura do Messias chamado Jesus, que é o Filho de Deus, em pessoa de carne e ossos, além das revelações de sua escritura sagrada denominada Bíblia, que é a revelação da inspiração divina. As Teologias Ocidentais dizem que é um grande absurdo e presunção do homem querer buscar saber sobre personalidade divina de Deus. A grande virtude da Religião não é experimentar, mas ter fé, casar, constituir família e ter uma vida virtuosa e sempre à serviço de Deus.

Já as Religiões Orientais afirmam que a maior prova sobre a existência do Absoluto é através das diversas formas de manifestação da vida, através do amor e da presença de um Guru. O Guru é "aquilo que dissipa as trevas", que elimina a ignorância e desperta a consciência do discípulo para a espiritualidade. E sobre o conhecimento do Absoluto, os orientais afirmam que é uma vivência pessoal interior e, muitas vezes, oferece uma experiência mística de sua realidade através da manifestação de estados alterados da consciência, ora permanentes, ora temporários, onde o homem se torna notoriamente um "iluminado", um vidente, um santo.

20. Quais são os caminhos para se chegar a Deus?

As Religiões Ocidentais afirmam que há somente um caminho para guiar-se até Deus, pois os outros são infrutíferos. O verdadeiro caminho para as religiões ocidentais é a conversão e obediência a Deus. Todos devem converter-se para a verdadeira religiosidade. O homem que fraquejar e estiver com sua mente em dúvida de Deus será levado ao pecado e condenado, no Dia do Juízo Final, ao fogo do inferno. O sofrimento do homem vem da sua desobediência a Deus, por não aceitar e por não acreditar na sua lei.

As Religiões Orientais, entretanto, afirmam que o homem é livre para optar pelo caminho que deseja seguir: o bem ou o mal. Todos os caminhos, finalmente, o guiarão ao Absoluto. O céu e o inferno não existem como lugares, contudo apenas como estados de consciência, nada mais. Não há Dia do Juízo Final, nem juiz, nem pecado. O homem é o responsável por todos os seus atos, pensamentos e sentimentos. Consequentemente, é quem faz a trama do seu destino.




Próximo Artigo: Série "Orientalismo"




Revisado em 05.05.2013

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...