segunda-feira, 18 de julho de 2011

Outras Terapias


BATES

O método do Dr. William Horatio Bates visa fortalecer os músculos do globo ocular para que eles cumpram perfeitamente sua função, trazendo, como resultado, a restituição da capacidade de visão. Consiste em exercícios simples, que devem ser praticados regularmente, servindo tanto para recuperar como para manter a boa visão.

Segundo Dr. Bates, a capacidade de focar objetos não é proporcionada apenas pelo cristalino, como acreditam os oftalmologistas tradicionais, mas também pela ação de músculos, que determinam o formato e a posição de todo o globo ocular e, consequentemente, do cristalino.

O método proporciona uma melhoria substancial da visão, o que jamais foi promovido pelo uso lentes. É indicado a todos os problemas de refração da vista (exceto quando há degeneração, infecção ou lesão no globo ocular), sendo muito eficaz nos problemas comuns, como miopia, astigmatismo, hipermetropia e presbiopia. As crianças também podem fazer os exercícios.

O método Bates está descrito no livro “Como enxergar bem”, de Dr. Matheus de Souza.

Alguns exercícios:

1. Empalmar:

Este exercício promove o relaxamento dos nervos sensoriais, livrando da tensão física e mental.

Sente-se com os cotovelos apoiados em algum local (uma mesa ou escrivaninha). Mantenha nuca e coluna eretas, confortáveis e relaxadas. Cubra os olhos com a palma das mãos em concha sem tocar os olhos, eliminando toda a luz. Se o exercício for feito corretamente, você sentirá seus olhos como veludo negro, livres de cores e imagens. Quanto mais relaxado você estiver, maior o grau de escuridão. Não conseguir escuridão total significa que você ainda não está plenamente relaxado. Quanto mais escuro você perceber, maior o seu grau de relaxamento mental. Isso pode ocorrer em cinco ou dez minutos.

O exercício é benéfico a todos, sobretudo a quem passa o dia com os olhos concentrados, e pode ser feito diversas vezes ao dia.

Depois de tirar as mãos dos olhos, pode-se ver com mais nitidez os objetos que nos rodeiam.

2. Relaxamento:

Feche os olhos e tampe-os com um manto preto ou escuro. Pense num objeto em movimento contínuo, como uma bola quicando ou numa hélice de ventilador. Mantenha-se com o corpo em repouso por volta de cinco minutos ou quanto tempo você puder manter-se em total concentração nessa posição. Após os cinco minutos ou mais, fique na mesma posição e mentalize a escuridão total. Tente só ver o preto por aproximadamente cinco minutos ou mais.

3. Luminosidade:

Sentado, relaxadamente, mire o sol com os olhos fechados. Quando suas pálpebras amornarem com o calor, vire a cabeça lentamente para os lados e volte à posição inicial por alguns minutos.

4. Piscamento:

Após os exercícios de relaxamento, pisque contínua e suavemente por pelo menos cinco minutos.

5. Visualização:

Olhe ao seu redor e mire qualquer objeto que esteja a uma distância de pelo menos três metros de você. Procure pormenores. Por exemplo: veja o guarda-roupa; depois se detenha na porta dele; procure o puxador; depois a fechadura; e por último o buraco desta fechadura. Mesmo não podendo vê-los, procure-os e veja-os mentalmente como você sabe que eles são. Tente repetir a visão do mesmo objeto seguidamente por vários dias. Escolha por dia pelo menos três objetos para procurar detalhes.

6. Focalização:

Coloque um objeto bem próximo a você e procure outro que esteja pelo menos a seis metros de sua distância. Ele deve ser de um tamanho confortável à sua visão. Focalize o primeiro por alguns segundos, depois focalize o outro por mais alguns segundos. Faça isso várias vezes, sempre num movimento contínuo e constante.

7. Imagem inversa:

Sente-se numa cadeira giratória, rode-a para o lado direito e olhe para o lado esquerdo, lentamente e alternando a direção. Se não tiver uma cadeira giratória, rode seu corpo sobre seus calcanhares ou ande de costas pela casa. Faça este exercício por alguns minutos.

8. Rotação:

Gire os olhos buscando as extremidades num movimento contínuo e lento. Após algumas voltas, mude a rotação para o lado oposto. Faça este exercício por alguns minutos.

9. Extremidades:

Como uma bússola, leve os olhos para o norte, depois para o sul, leste, oeste, nordeste, sudeste, noroeste e sudoeste. Como os exercícios anteriores, faça os movimentos lenta e continuamente por alguns minutos.

10. Leitura de cima para baixo:

Este exercício desenvolve o hábito de mover os olhos e dar-lhes fixação central.

Segure o livro de cabeça para baixo a 35 centímetros de distância. Começando do canto direito inferior, leia da direita para a esquerda; leia cada palavra individualmente e, as palavras extensas que não possam ser lidas de um relance, leia sílaba por sílaba. Cada palavra deve ser lida com os olhos e não adivinhada pelo sentido. Se apenas um dos olhos estiver afetado, tape a vista boa com uma venda e exercite a vista afetada.

11. Leitura de tipos miúdos:

Tente ler textos com tamanho de fonte menor. A vista perfeitamente normal consegue ler o tipo 8 a uma distância de 15 centímetros do olho, e o tipo 12 tanto a 15 como a 50 centímetros de distância.

Dicas para quem fica muito tempo ao monitor
  • Faça descansos periódicos (empalmar).
  • Pisque voluntariamente por três minutos, abrindo e fechando os olhos.
  • Posicione o monitor na mesma altura dos olhos a uma distância de 50 centímetros.
  • Tente minimizar os reflexos na tela, alterando a posição do monitor ou das luzes, para que não incidam sobre os olhos.
  • Verifique a iluminação na sala de trabalho para diminuir o esforço visual.
Fonte: http://curapelanatureza.blogspot.com/


TAI CHI CHUAN


Tai Chi é uma arte marcial não combativa que contém em sua prática meditação e exercícios para beneficiar a saúde global do organismo.

É um dos componentes da medicina chinesa, composta também por acupuntura, acupressura, fitoterapia e massagem.

Utilizado na manutenção da saúde e alívio do estresse, o Tai Chi é também um meio de se buscar a longevidade e a consciência espiritual.

Indicação: O Tai Chi proporciona amplos resultados contra distúrbios ligados ao estresse. Pressão arterial, tensão e ansiedade são amenizadas pela sua prática. Há pacientes que se beneficiaram da prática do Tai Chi com melhoria de artrites e lesões.

Em longo prazo, diminui a incidência de problemas ósseos e da coluna.

Método: A base do Tai Chi é a prática da "forma", que consiste em um conjunto de exercícios lentos, harmoniosos e padronizados. Estas diferem-se de acordo com o estilo praticado - uns mais lentos e constantes, outros com ritmo variável. Assim, há formas breves e outras mais longas.

Os movimentos estimulam o relaxamento geral e a harmonia entre mente, corpo e espírito. Com caráter de autodefesa, todos são planejados para equilibrar o fluxo do CHI pelos meridianos, bem como harmonizar o fluxo da linfa e do sangue.

Os ideogramas que compõe a palavra Tai Chi Chuan significam:
  • , Tai significa "o maior", "o mais alto", "supremo", "absoluto".
  • (ou , em chinês simplificado), Chi (ou Ji) significa original e, literalmente, a parte mais alta do telhado - "cumeeira".
  • , Chuan (ou Quan) significa Punho, aqui simbolizando "soco", "luta à mãos livres" (desarmadas), "boxe"
Portanto, algumas das possíveis traduções literais de Tai Chi Chuan são: "Punho da Suprema Cumeeira", "Punho do Limite Supremo" ou simplesmente "Punho do Tai Chi". Como cada ideograma pode ter mais de um sentido, há outras formas de traduzir o termo além destas.

No Taoismo, onde o Tai Chi Chuan teve sua origem, a "Suprema Cumeeira", ou "Limite Absoluto" tem a conotação filosófica de "Elevação", "Sublimação", "Purificação", resultante, entre outras, do desenvolvimento de um mecanismo de defesa emocional pelo qual tendências ou sentimentos inferiores se transformam em outros que não o sejam.

O Tai Chi também simboliza o "Cosmos" e a interação dos princípios energéticos Yin e Yang, em constante mutação, sendo conhecida a sua representação pelo Tai Chi Tu (Diagrama do Tai Chi), mais conhecido no Ocidente como o "Símbolo do Yin-Yang".

O Tai Chi Chuan (em chinês: 太極拳 pinyin: Taiji Quan) é uma arte marcial interna chinesa, categoria nomeada em chinês de neijia (內家).

Este estilo de arte marcial é reconhecido também como uma forma de meditação em movimento. Os princípios filosóficos do Tai Chi Chuan remetem ao Taoismo e à Alquimia Chinesa. A relação de Yin e Yang, os Cinco Elementos, o Ba Gua (Oito Trigramas), o Livro das Mutações (I Ching) e o Tao Te Ching de Lao Zi são algumas das principais referências para a compreensão de seus fundamentos.

Os textos clássicos do Tai Chi Chuan escritos pelos mestres orientam a:
  • Vencer o movimento através da quietude (Yi Jing Zhi Dong) 以靜制動
  • Vencer a dureza através da suavidade (Yi Rou Ke Gang) 以柔克剛
  • Vencer o rápido através do lento (Yi Man Sheng Kuai) 以慢勝快
Apesar de ter suas raízes na antiga China, o Tai Chi Chuan é atualmente uma arte praticada em todo o mundo. É apreciado no ocidente, especialmente por sua relação com a meditação e com a promoção da saúde, oferecendo aos que vivem no ritmo veloz das grandes cidades uma referência de tranquilidade e equilíbrio.

Os criadores do Tai Chi Chuan basearam sua arte na observação da Natureza - não apenas na observação dos animais, mas no estudo dos princípios da interação entre os diversos elementos naturais.

Fonte: Wikipédia
TALASSOTERAPIA

Talassoterapia é o método natural, conhecido desde a história antiga, utilizado por gregos, romanos, e mesmo antes, que utiliza o poder curativo da água marinha.

Na Inglaterra foi publicado em 1697 o primeiro estudo a respeito do poder terapêutico do mar. Meio século mais tarde, Richard Russel publicava seus estudos recomendando o uso (interno e externo) para problemas digestivos e articulares. Era apenas o princípio dos conhecimentos. Em 1791 a Inglaterra funda seu primeiro "hospital marinho", onde tratava-se de reumatismo, anemia, doenças infecciosas e muitas outras afecções.

A água salgada dos oceanos possui propriedades terapêuticas, capazes de conseguir resultados assombrosos em todo o nosso organismo.

Um tratamento tão antigo como a humanidade está à nossa espera à beira do mar, sem que para tal seja necessário qualquer requisito especial.

A talassoterapia, palavra que tem a sua origem no grego thàlassa, que significa mar, é o conjunto de benefícios que nos brinda o meio marinho.

Esses benefícios centram-se basicamente no banho de água salgada e no tempo que se permanece sobre a areia da praia. A terapia torna-se mais eficaz se realizada durante a manhã.

Ao encontrar-se rodeado pela água do mar, produz-se na superfície cutânea, por osmose (mudança de substâncias em ambas as direções, através de uma membrana), uma regeneração de elementos, principalmente iodo e sódio. Mediante o movimento das ondas, o mar exerce sobre o corpo uma ação tonificante ou hidromassagem natural.

Indicação: Segundo o Prof. Francisco Antunes, engenheiro químico fundador do Instituto Augusta de Pesquisa, a carência de minerais é causa de inúmeros distúrbios de saúde. Como meio ideal para repor minerais perdidos, ele aponta a água do mar, ressaltando ainda seus poderes preventivos. Com o intuito de fornecer os minerais necessários ao organismo, ele desenvolveu um produto conhecido como SKRILL (composto mineral natural), que é exatamente a água marinha destituída de alguns elementos.

Por tudo, isso a talassoterapia tem poderes incríveis, sobretudo preventivos, embora mostre-se eficaz no tratamento de diversas enfermidades, como osteoporose, problemas vasculares (artrites), adiposidade, celulite, algumas depressões, insônia, esgotamento nervoso, problemas respiratórios, doenças de pele, artroses, algias (em geral da coluna), reumatismos inflamatórios, problemas metabólicos e muitos outros.

Método: A talassoterapia consiste na administração de banhos, quentes e frios, com freqüência controlada, utilizando-se a água do mar.


TERAPIA QUÂNTICA

Utilizando a Espada de Luz para Curar através do Amor

A interconexão energética existente entre os corpos físicos visíveis dos seres humanos e seus corpos superiores invisíveis é evidente, e cuidar apenas de um aspecto é equivalente a fazer um bolo sem colocar açúcar. O resultado, com certeza, estará longe do desejado.

Nossas doenças freqüentemente são um reflexo simbólico de nossos próprios estados internos, devido ao modo como lidamos com nossas emoções, aos bloqueios energéticos e às influências referentes ao ambiente físico em que vivemos.

Uma vez que saibamos quais são as verdadeiras causas de nossa doença, precisaremos começar a fazer alterações permanentes, que irão ter, como consequência, a cura em muitos níveis simultâneos.

Precisamos assumir a responsabilidade por nossas próprias vidas.

A Terapia Quântica envolve um modelo completo de cura onde os aspectos Energéticos, Emocionais, Mentais e Espirituais são trabalhados em conjunto durante o processo de cura, restabelecendo a Qualidade de Vida que você merece.

Todo o processo terapêutico vem sendo desenvolvido ao longo dos últimos anos pelo terapeuta e canal dos mestres cósmicos Marcos Brenelli. Contém técnicas de transformação pessoal inovadoras em todos os aspectos do ser.

Aspectos do tratamento

Emocional: O Emocional é tratado com a utilização das avançadas técnicas da Programação Neurolinguística, efetuando uma regressão de idade sem hipnose, ou seja, totalmente consciente, identificando e eliminando a origem da sensação negativa, através da linha do tempo e dos registros akáshicos (onde são armazenados todos os nossos atos, de todas as vidas).

O processo de cura emocional passa, também, por tratar aspectos energéticos do ser, que são a sustentação para a manutenção do estado emocional negativo. Isto é feito utilizando os comandos energéticos da Terapia Quântica.

A origem das emoções está localizada, normalmente, na nossa infância ou em outras vidas, daí a necessidade de se trabalhar para eliminar a causa principal. Os eventos do passado são recuperados através das técnicas da Programação Neurolinguística e a carga emocional negativa associada ao evento é eliminada, restando somente a lembrança do fato, sem o sofrimento passado.

O processo é extremamente rápido e permanente, permitindo que possamos, definitivamente, assumir o controle da nossa vida e não mais deixar que nossas emoções nos controlem.

Para pessoas que sentem dificuldade de serem tratadas através das técnicas da PNL, foi desenvolvida todo uma metodologia quântica para efetuar a mesma re-significação, eliminando a origem do sentimento negativo através do processo energético, totalmente sem remédios.

Físico: O nosso corpo físico é envolvido por um campo composto de sete camadas energéticas especiais denominado Aura, onde são registradas todas as nossas doenças, sejam físicas, emocionais ou espirituais.

O processo da doença primeiro se manifesta na Aura, para depois refletir no físico; desta forma, muitas vezes, no tratamento tradicional, ocorre apenas uma cura temporária, pois a doença não foi eliminada do campo energético. O processo de cura da AURA é realizado com o uso da Espada de Luz, através de comandos mentais precisos do terapeuta.

Espiritual: O ser humano é um ser multidimensional, este fato lhe confere uma característica especial, pois lhe é dada a possibilidade de evoluir espiritualmente através da liberação do Carma Negativo de vidas passadas.

Através da reforma intima, superando comportamentos inadequados e aprimorando os comportamentos positivos e fraternos, o ser acelera a sua evolução espiritual.

Área de atuação

Ansiedade, Angústia, Tristeza, Ciúmes, Estresse, Fobias, Tiques nervosos, Timidez, Explosão de raiva, ranger dos dentes noturnos, dores de origem desconhecida, tristeza, medo de falar em público, medo de dirigir, medo de lugares escuros, medo de lugares fechados, pânico etc..

Fontes: http://www.terapiaquantica.com.br/
         e: http://www.espiritualismo.info/


THAY YOGA MASSAGEM

Massagem Tradicional Tailandesa é parte fundamental de um sistema milenar de cura com mais de 2500 anos de existência, cujas origens vêm da Ayurveda e Yoga Indianos, Medicina Chinesa, Reflexologia, Shiatsu, Tuiná e Budismo Theravada. Dessa riquíssima fusão, nasceu uma técnica própria e independente conhecida pelos nomes de Thai Yoga Massagem, Thai massagem e Thai Yoga Therapy®. É a aplicação inteligente, hábil e com muita sensibilidade, de uma sequência com mais de 150 exercícios e alongamentos, mesclados com torções, manipulações e pressões realizados com as mãos, dedos polegares, cotovelos, joelhos e pés.

Método: É uma massagem terapêutica cujo objetivo principal é diminuir a dor crônica, aumentar o fluxo de sangue e linfa, regular e equilibrar a manifestação da energia vital, promover a diminuição do estresse, cansaço e tensões do dia a dia, melhorar a postura e aumentar a flexibilidade. Semelhante à ayurveda, utiliza os mesmos princípios e fundamentos para buscar equilíbrio, saúde e bem estar no individuo. O surgimento de uma doença é sinal claro que existe desequilíbrio ou desarmonia no corpo, que poderá, no futuro, acarretar desordens física, mental ou emocional, seguidas de dor, tensão e desconforto.

Indicações:
  • Para alívio de dores crônicas;
  • Aumentar a Flexibilidade;
  • Melhorar a postura;
  • Diminuir o cansaço, o estresse e as tensões do dia a dia;
  • Melhorar o fluxo de energia que circula no corpo;
  • Melhorar o tráfego de sangue e linfa;
  • Diminuir o inchaço, a má circulação e a rigidez muscular.
O criador fundador dessa técnica milenar de cura foi o doutor Jivaka Kumar Bhaccha, amigo e médico de Gautama, o Buda, a quem atendia cerca de três vezes por dia. Na Tailândia, Doutor é reverenciado como o Pai da Massagem e Fundador da medicina tradicional tailandesa.


YINDANCE - YANGDANCE

(A dança antes da dança)


O ser humano, estando em movimento ou parado, estará sempre apresentando uma “dinâmica pessoal, a qual é mantida pela respiração”. Esta dinâmica se dá por quatro vibrações (físico, mental, emocional e espiritual) que se movimentam e possuem densidades diferentes – como se dançassem permanentemente. Como são imbricadas, nos dão a sensação de acontecerem apenas na mais densa delas (o corpo físico). As outras três não são visíveis aos nossos olhos, mas perceptíveis a todos nós. Estas quatro qualidades vibracionais são: Corpo Físico, Corpo Mental, Corpo Emocional e Corpo Espiritual.

A movimentação dos quatro corpos é que determina a expressão única de cada um de nós e nos confere identidade.

Quando o aluno dança sem imposição de uma técnica, sua dinâmica pessoal se exercita, ampliando as vibrações que o compõe, resultando em expressão própria a cada aluno, ou seja, possibilitando que se aproprie de sua identidade. E assim sendo, apresentará ao dançar: bom-humor, liberdade e prazer. Logo, estará integrado em sua “Dança” antes de dançar.

Yin = energia feminina; dance= dança = Dança do feminino e Yang = energia masculina; dance = dança = Dança do masculino.

Yindance e Yangdance têm como princípio o resgate dos movimentos naturais da mulher e do homem, perdidos através da nossa evolução social.

São atividades de dança que têm como objetivo promover o desenvolvimento da capacidade corporal em articular-se. Sabemos que movimento é vida. E vida é movimento. E que a possibilidade de nos movimentar bem depende da integridade de nossas articulações. Considerando que articulando bem o físico, haverá melhora nas condições de articulação do mental, emocional e espiritual, ocasionando ampliação de consciência, como consequência da expressão corporal estimulada pela música.

Desta forma, reflete nas mulheres o prazer de sua feminilidade, e nos homens, confere o prazer de viver o movimento de sua masculinidade, assim como o respeito e compreensão de estarem integrados com sua “porção” masculina para as mulheres e feminina para os homens, complementando-os em seu SER TOTAL (entendendo que a mulher possui, também, um “quantum” masculino e o homem um “quantum” feminino).

Tendo a expressão total de SER bem articulada, estarão, assim, também, para a vida.

Obs.: Considerando Corpo Espiritual como nossa ”presença” – é “o aqui e agora”.

A Metodologia:

Exercícios que possibilitam ampliar as articulações corporais, considerando ao corpo um olhar holístico: corpo físico, corpo mental, corpo emocional e corpo espiritual, visando o movimento de cada corpo.

Incentivo aos movimentos livres, através da ressonância corporal das professoras. Estas se orientam em gráficos para realização dos movimentos articulares (pranchas Yindance e pranchas Yangdance).

Atenção à postura corporal, com referência e manutenção do eixo corporal – Alinhamento: cabeça – coluna - pés, conscientizando a importância desta verticalidade, além do físico.

Possibilitar o corpo a expressar-se, dançando em total prazer com a música.

A quem se destina: A mulheres e homens de todas as idades que queiram estar bem consigo, refletindo em seu corpo tal bem estar, resgatando suas capacidades em articular-se, através da “sua dança”.

É importante que as aulas sejam realizadas em grupo, pois é considerada a ressonância corporal.

Método criado e desenvolvido por Malu Russo Damasceno – psicóloga clínica, abordagem trans-pessoal e corporal. Coordena o Espaço Corê, onde acontecem as aulas há doze anos.


Revisado em 27.04.2013

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...